Post final e agradecimentos

0
by on Dezembro 29, 2013 at 2:20 am

 

A chegada: aeroporto do Galeão, Rio de Janeiro.

A chegada: aeroporto do Galeão, Rio de Janeiro.

 

 Arrume suas malas! O mundo nos esperava. Duas almas inquietas, dois seres curiosos, um casal que tinha um medo enorme da rotina para todo sempre. Ela, médica, emprego estável, corpo no chão mas cabeça a mil procurando a cada dia um novo sentido para a vida. Ele já mochileiro do mundo com uma ideia no rascunho que mudaria eternamente suas memórias.

O rascunho virou projeto que deu em casamento e ganhou uma data: 1º de janeiro de 2013, o dia em que o mundo nos conheceria. O dia em que o nosso modo de ver o mundo mudaria para sempre!

Pack Your Bags não foi apenas um estilo de vida na estrada, foi o conforto que precisávamos e o preenchimento de uma necessidade tremenda de fazer algo grandioso para nós mesmos! Um ótimo momento onde maturidade, responsabilidade e meios financeiros já tínhamos conquistado em nossas vidas. Crescemos, aprendemos muito e SIM…, nos divertimos pra valer! Não foi fácil mas ficou longe de ser difícil! Perdi a vaidade pelo caminho e aprendi a ser bonita pelo que sou “in natura” (Bife ajudou bastante). Nos descapitalizamos em um momento crucial da vida, deixamos empregos importantes e pessoas queridas nos esperando mas em troca recebemos a memorável recompensa que buscávamos: o crescimento pessoal e a possibilidade de nos tornarmos melhores seres humanos.

Quanta nova informação, quantos mitos e verdades, quantas descobertas! Novas intrigas, novas dúvidas, questionamentos mais nobres. Finalmente sedimentamos conceitos tão dificilmente assimilados no colégio! “Perestroika” deixou de ser palavrão, Vietnan não lembra mais guerra e o Iran não é mais o vilão do mundo. Chineses definitivamente são muito diferentes dos japoneses e o planeta terra pode ser dividido em 3 partes em termos de culturas influenciadoras: África, Ocidente e Oriente. Cada um totalmente particular e único! Marlboro, Coca, Pepsi e Colgate são encontrados em qualquer país e a “palavra” OK é a mais falada no mundo que é muito mais barato do que pensamos! Moramos no RJ, uma das cidades mais caras que passamos e o Brasil que tanto sentimos falta é lindo mas não O MAIS lindo! Costumava usar essas expressões: “mais ou menos, melhor ou pior do mundo” em vão… Não sabia a injustiça que cometia comparando algo com o desconhecido. Ficou mais justo e fácil agora…

Não acreditem em tudo o que vêem na TV e não generalizem nunca um povo pelos seus governantes. Poucos realmente representam o seu povo (que ironia não?). Austrália é o melhor país para se viver, Índia o mais chocante, Tailândia o mais paradisíaco, Iran o mais surpreendente (positivamente) e o Brasil o mais acolhedor! Poucos tinham o sorriso do NOSSO povo! O iraniano e os singalês (Sri Lanka) foram eleitos os mais simpáticos e sem dúvida os russos e ucranianos os menos… Os chineses, coitadinhos, o mais prestativo e o que menos conseguia ajudar de fato: falha de comunicação! A música brasileira “de verdade” ficou esquecida no mundo todo onde quase não se fala mais em bossa nova mas todos sabem cantar “nossa, nossa, assim você me mata…”. Morríamos…, de uma tristeza saudosa!

Entendemos que o mundo evoluiu e se não evoluirmos juntos deixamos de facilitar muito nossos dias. A internet ajuda e em algumas situações pode salvar nossas vidas, aproxima as distâncias e paga nossas contas. O avião é realmente o modo mais seguro de viajar e depois de 49 vôos estamos sãos e salvos sem surpresas. E que invenção!!!  Íamos de um lado a outro como se fosse logo alí! O trem é o mais confortável. O estresse deve mesmo ser o mal da humanidade moderna pois inacreditavelmente neste 1 ano de viagem não tivemos nem ao menos uma gripe! Crianças são iguais em todo o mundo: inocentes e com puros corações, não ainda  contaminados pelo que os cerca. Não existe religião certa ou errada, todas tem um pouco de bondade para ensinar, as pessoas é que as deturpam. Conheça todas e não apenas nasça com uma! “Pré-conceitos” são ignorantes e uma defesa boba para não ter que dizer: não sei! Pena que os que ficam  nessa zona de conforto não fazem ideia de que é justamente o “não sei” que nos engrandece e nos faz mover!

A única pobreza que gera violência ou infelicidade é a de espírito e tiramos dos países mais miseráveis os sorrisos mais lindos. Colegas não são amigos e amigos não são irmãos. De longe fica mais clara a diferença de quem realmente é imprescindível na sua vida e para quem fazemos falta!

Conseguimos nos surpreender a cada dia e não conhecemos nossos limites como ser  capaz de se adaptar a qualquer coisa: frio, calor, fome, esforço físico extenuante, obstáculos, mudanças… Acreditem: tudo que precisamos para viver cabe em um mochilão. Mas somos frágeis à solidão! Que graça teria conquistar o topo do Kilimanjaro depois de tanto sacrifício e não ter a quem dar um abraço de vitória? Rimos juntos, planejamos juntos, nos emocionamos juntos e assim nos fortalecemos! Que graça teria viajar o mundo todo e não dividir com quem mais amamos essa experiência que infelizmente poucos teriam a mesma oportunidade de viver?

Daí veio o blog e com ele um compromisso que nem nós esperávamos. Um pacto com nossos leitores, com a verdade das informações e com o tempo. Uma distração e uma forma de fazer algo útil às noites e por vezes madrugada adentro. Deu trabalho e tinha dias que era um teste de paciência (pEx. quando o wi-fi era devagar quase parando) mas me ensinou através das pesquisas tanto quanto pude ensinar a vocês! Espero que tenha servido para entreter, matar as saudades e curiosidades e abrir os olhos para um mundo que é tão grande e tão diferente e que tanto nos tem a oferecer!

O que é bom passa rápido e nem tanto assim muda em 1 ano a não ser tamanho de roupa de criança! Mas olha que coisa: finalmente resolveram o dilema entre colóides e cristalóides!!! Por enquanto…

Voltamos.Mesmas roupas, mesma mala mas com uma bagagem de toneladas. Sonho realizado. A lição? Nunca diga que não dá antes de tentar: sonhe com um mínimo de razão, tente com o máximo de coragem, estipule prazos para si mesmo e perceba ao fim que valeu a pena independente do resultado porque o mais importante do caminho não é o fim, não é até onde você chega e sim, o MEIO!

Deixamos um agradecimento muito especial às nossas famílias, especialmente a minha mãe, nosso maior apoio no Brasil resolvendo pepinos nossos enquanto estivemos longe; a todos os amigos e amigos de amigos que viajaram conosco pelo blog; aos que incentivaram nosso projeto desde o início; aos que nos esperaram e nos deram um voto de confiança (ao IFF, Dra. Z.M., Dra D. M.e Dra. F.M.); aos que foram nos encontrar pela estrada (Tony, Rui, Dona Márcia, Leco, Isa e Mila); aos que nos receberam de braços abertos em suas casas com direito a feijão, churrasco e pão de queijo (Raquel e Gui); a Dra Suchitra (Índia) e aos dois dias de muito aprendizado em seu hospital; a Maria Helena, pessoa da companhia aérea responsável pela nossa passagem RTW, sempre pronta para atender e sempre eficiente; e a todos os nossos apoiadores de peso (visitem o link dos apoios) descritos abaixo:

  • Digital Blá: agência que desenvolveu e nos ajudou a manter o site em perfeito funcionamento, sempre disponível, rápida e resolutiva.
  • Id Cultural: empresa de marketing cultural que nos ajudará a eternizar nossas memórias e divulgar o projeto Pack Your Bags em um futuro livro com os principais textos e imagens.
  • Curso de fotografia Ateliê da Imagem: nos ensinou a passar para as fotos a imagem mais real possível de tudo que vimos.
  • Submarino e todos os equipamentos oferecidos como meios fundamentais para o registro do dia a dia na estrada.
  • Academia BodyTech e o excelente treinamento que realizamos com seus professores 6 meses antes da viagem: sem vocês não chegaríamos no topo do Kilimanjaro!
  • Curso de mergulho Xdivers e seus competentes professores: nos proporcionaram momentos mágicos e seguros no fundo do mar!
  • Curso de idiomas Ann Arbor onde aprendemos a falar um pouco de francês. Merci!
  • Deuter: seus mochilões voltaram inteiros por incrível que pareça e foram super confortáveis de carregar! Já não digo o mesmo do conteúdo pois as roupas furadas foram ficando pelo caminho…
  • Hotel Ipanema Plaza: pelo lindo salão com vista para a praia oferecido para nossa festa de despedida que acabou se transformando em festa de casamento!
  • Boteco Belmonte pelos vários pratos de arroz, feijão, farofa de ovo, picanha e batata portuguesa devorados antes da viagem! Mal sabíamos que seriam os últimos por um longo tempo!
  • CoPEdu: pela grande ajuda na gestão e melhor organização do projeto além das dicas imprescindíveis de armazenamento de dados!

Logo

E particularmente eu, Mel, o agradecimento maior de todos ao meu marido, vulgo Bife, pela ideia, pela impecável organização e programação da viagem, pelo cuidado e pela imensa parceria! Você me deu o mundo!!!

O blog não acaba aqui. Continuará à disposição para quem quiser ler e reler, pegar dicas, deixar mensagens e fazer perguntas! Novas viagens virão só que agora curtas e nas férias dos trabalhos (como todo mundo normal) e espero ansiosa para poder voltar a escrever o que significará que estaremos retornando para a estrada para matarmos as saudades! Não vemos a hora de podermos dizer novamente:

Pack Your Bags!!!

América Central e do Sul em 1 post: Panamá e Peru.

0
by on Dezembro 25, 2013 at 12:33 pm

 

A arte manual no Peru

A arte manual no Peru

Nenhuma volta ao mundo que se preze seria completa se não passássemos por todos os continentes e assim fizemos! Mas o nosso plano era mesmo deixar mais tempo para os países mais longe e menos para os que são perto, o que facilitaria viagens e vôos futuros em férias curtas. Então abri mão de Memphis e Nashville que tanto queria conhecer e guardamos a famosa Route 66 pra depois. Descendo seguimos para o Panamá que acabou ficando meio perdido na programação. A princípio seria nosso ponto base para conhecermos o Caribe mas depois de umas pesquisas vimos que o cruzeiro sairia mais em conta. Esses dois dias de Panamá ficariam então para visitarmos o polêmico canal e a parte antiga da cidade chamada Casco Viejo ou Casco Antiguo.

Chapéu Panamá. Famoso após o presidente dos EUA usá-lo na inauguração do canal do Panamá!

Chapéu Panamá. Famoso após o presidente dos EUA usá-lo na inauguração do canal do Panamá!

 

A cidade do Panamá não tem muitos atrativos mas a história do canal foi legal de saber. Uma construção mirabolante de mais de 30 anos para uma ideia fenomenal: ligar o Oceano Pacífico ao Atlântico e agilizar o comércio marítimo mundial. Bem melhor do que ter que navegar até o Cabo Horn na ponta da América do Sul… Os EUA ganharam a concessão da construção do canal após ajudar o Panamá a conquistar sua independência. Mas o pobre Panamá ficou literalmente a ver navios e o lucro total foi mais uma vez para a esperta grande potência americana!

Típicas peruanas à moda antiga do campo nas ruínas do Vale Sagrado

Típicas peruanas à moda antiga do campo nas ruínas do Vale Sagrado

O ponto alto do Panamá? Meu presente de aniversário: um maravilhoso e confortável hotel reservado de surpresa no lugar do albergue que achei que ficaríamos! Depois de um tempo dividindo banheiros na cara cidade de São Francisco pude ter duas noites de mochileira-rainha e melhor ainda: pelo mesmo preço dos albergues de São Francisco! É inacreditável como o poder de compra de 1 dólar pode mudar tanto de país pra país… Brindamos com uma gelada cerveja Panamá já em clima tropical de sol e chuvas e para o nosso último destino voamos! Quem diria… ÚLTIMO DESTINO!!!

A llama peruana. Matéria prima para muita obra prima!

A llama peruana. Matéria prima para muita obra prima!

 

 

 

 

 

O Peru foi uma boa surpresa para um fim de viagem onde a cabeça já estava mais no Rio do que na estrada! Povo gente boa demais, super humilde e dotado de uma habilidade artesanal tremenda! Se tivermos que dar uma cor ao Peru (como a Rússia é vermelha e o leste Europeu cinza) ficaria difícil pois no país existe uma explosão de cores das mais vivas em roupas, gorros, pulseiras, mantas e etc… Tudo feito fio a fio por mãos rápidas e trabalhadoras.

Gente que FAZ! Peru.

Gente que FAZ! Peru.

 

Delícias do Peru

Delícias do Peru

 

 

 

 

 

 

 

Chegamos por Lima que decepcionou um pouco por ser muito poluída, pobre e com feias construções. Mas o bairro de Miraflores pode ser bem charmosinho se andarmos pelos lugares certos! Afinal, tomar um Pisco Sour (originado aqui) comendo um bom ceviche típico para acompanhar não é nada mal, né? Vejam que a ordem de quem acompanha quem é importante!!!

Lima. Natal na Plaza de Armas.

Lima. Natal na Plaza de Armas.

Chicletes e balas da folha de Coca. Tradição local para o mal da altitude.

Chicletes e balas da folha de Coca. Tradição local para o mal da altitude.

Mas Cusco foi a cidade que caiu nas nossas graças e ao pé da letra nos tirou o fôlego! Situada a 3400m de altitude estando entre as 10 cidades mais altas do mundo era difícil ter plena satisfação com a inspiração profunda devido ao ar ser bem rarefeito! Como chegamos de avião não tem aquela história de aclimatização igual fizemos no Kilimanjaro e haja chá de coca para ajudar! Me senti mais cansada e com mais falta de ar que no topo do “Kili” e já soube de algumas pessoas que desenvolvem quadros mais graves até mesmo o tão temido edema cerebral da altitude! Se recomendação de uma médica afastada temporariamente ainda vale alguma coisa, quem pretende visitar Cusco deve trazer um Diamox (Acetazolamida) na bolsa e quiçá uma Dexametasona… Ambos são úteis na prevenção e tratamento do quadro! Detalhe: os hospitais em Cusco não ajudam muito! Muito precários apesar da cidade ser bem turística!

 

Cusco e sua linda praça principal.

Cusco e sua linda praça principal.

 

 

Igrejas construídas em ruínas Incas, praças muito agradáveis de dar um rolé e praticar o “people watching”, restaurantes e cafés super gostosos, charmosos hotéis e badulaques muitos para levar de lembrança… Assim é Cusco.

Cusco, Peru.

Cusco, Peru.

 

 

Mas quem foram os Incas? Civilização ancestral que deixou de herança inteligentes sistemas de irrigação do solo e cultivo agrícola e que aqui viveram antes da chegada e domínio dos espanhóis! Fugiram abandonando locais que existem até hoje em diferentes estados de preservação dependendo de quanto foram destruídos ou mesmo achados pelos conquistadores. Machu Picchu por exemplo foi um dos lugares não relatado nos livros dos espanhóis de onde se deriva a ideia de que ficou intacto até ser descoberto em 1911.

 

A estrela: Machu Picchu.

A estrela: Machu Picchu.

O lugar é incrível e com uma energia vibrante no silêncio da vista da cidade perdida que temos logo ao chegar! Ficamos muito tempo admirando a paisagem das montanhas e no meio delas uma cidade inteira de pedras e a história por trás de cada uma. Machu Picchu comparado ao Peru de forma geral é muito caro pois além da entrada de quase 50 dólares só se chega de trem que custa em média 70. A viagem de 3 horas e poucos minutos é bem bonita e uma das opções é ir no dia anterior e dormir em Águas Calientes (ou Machu Picchu Pueblo), vilarejo na base da montanha. O objetivo é pegar de lá o primeiro ônibus que sobe para Machu Picchu e ver de cima o sol nascer pela cidade sagrada dos Incas, revelando aos poucos suas construções e caminhos. Não deixe de contratar um guia para contar os causos pois pedras e ruínas sem uma história por trás são apenas pedras e ruínas! Tem guias oficiais na hora que cobram um preço justo e sabem das coisas.

O trem para Machu Picchu.

O trem para Machu Picchu.

Ruínas de Machu Picchu.

Ruínas de Machu Picchu.

 

 

 

 

 

 

 

 

Chegando bem cedo despista-se a multidão que como nós faz só uma “day-trip” de Cusco e costuma popular o lugar por volta das 10-11h da manhã. Como não estávamos com tempo sobrando saímos e voltamos no mesmo dia mas demos sorte por não estar tão cheio já que era baixa temporada e época de chuvas! E se o seu objetivo é escalar o Huayna Picchu, montanha com as melhores vistas de Machu Picchu, deve chegar até as 10h da manhã que é quando sai o último grupo com permissão para subir!

No Vale Sagrado dos Incas.

No Vale Sagrado dos Incas.

Outro passeio imperdível que sai de Cusco é o tour pelo Vale Sagrado que dura um dia todo e você visita outras ruínas e paisagens impressionantes, passa por povoados no caminho que vendem seus trabalhos artesanais com pelo de llamas e alpacas e ocupa seu dia já que a cidade de Cusco é bem pequenininha. Para os mais empolgados existem mais tipos de aventuras como a famosa trilha Inca que é um trekking de quatro dias saindo de uma cidade perto de Cusco e chegando em Machu Picchu. É obrigatório um guia oficial que geralmente tem os seus “porters” para carregar o peso extra! Dá também para ir até a floresta amazônica peruana, várias agências vendem o pacote!

 

A Catedral de Cusco.

A Catedral de Cusco.

 

Floresta amazônica??? É…, chegamos gente! América do Sul já coladinhos no Brasil! Um ano nunca passou tão rápido para nós dois e um ano nunca foi tão maravilhoso! Se estamos prontos para a volta? Prontíssimos e de cabeça feita. Por mais que tenha tentado contar tudo com todos os detalhes faltou ainda muita coisa, todos os pequenos fatos de dias inesquecíveis e momentos marcantes que muitas vezes são tão simples…

O “Vida de Viajante”, post que foi criado para ser liberado em capítulos contando todos os perrengues da viagem, sumiu! “Desapareceu, escafedeu-se!” Ou foi tudo muito bem organizado e pesquisado (o que é um fato já que todo o tempo que levava no blog, Bife gastava planejando nossos dias), ou nos acostumamos com a estrada. Nos adaptamos às suas retas e curvas, buracos e caminhos sem saída! Ficamos amigos, parceiros inseparáveis! Coisas como dormir no chão do aeroporto, banheiros apertados e sem o padrão de limpeza perfeito, comidas estranhas, camas duras, hotéis barulhentos, roupas encardidas de tanto lavar e outras, passaram a ser meros detalhes comparados ao que veríamos em seguida. E as cenas dos próximos capítulos já nos dava uma injeção de ânimo e coragem. Sabíamos que o dia seguinte sempre valeria a pena!

Um brinde ao aniversário e ao eterno ano de 2013!

Um brinde ao aniversário e ao eterno ano de 2013!

Pois bem, chegou o dia de nos despedirmos dela, nossa grande parceira de emoções durante esse ano que passou e que como tudo importante que nos faz bem, deixará muitas saudades e muitas lembranças! A estrada continua à disposição de qualquer um que esteja aberto a conhecê-la. Não distingue sexo, idade, raça ou profissão! E nós…, à disposição para apresentá-la a cada um que tiver a coragem e determinação para dar o primeiro passo!

PACK YOUR BAGS e Feliz Natal !!!!!!

Preparativos finais…, dicas importantes!

0
by on Janeiro 3, 2013 at 4:21 pm

Lemos uma vez em um livro ou blog que muito importante para a programação de uma viagem de volta ao mundo é primeiro estipular uma data de saída! Baseado nisso determinamos a nossa: 01/01/2013, para começar o projeto no começo de um novo ano. Primeiro erro…! Em datas com feriados grandes NADA funciona no Brasil! Muito deve ser resolvido em pouco tempo nesse final e perdemos tempo com as datas festivas! Como todo bom brasileiro e carioca, deixamos muita coisa pra fazer em cima da hora! Enlouquecemos!!! Mas deu tudo certo e aí abaixo selecionamos dicas importantes sendo a primeira: ANTECIPE-SE!!!!! Nao faça nada com pressa!

1) Passagem aérea RTW (Round World Trip): Essa não tem jeito, tem que ser comprada próximo a data de saída pois não dá para reservar vôos com mais de um ano de antecedência! O sistema não aceita e além disso a passagem RTW só tem validade de 1 ano após a data de emissão! Dica: faça antes toda a simulação dos vôos dentro do site da aliança escolhida (escolhemos a Star Alliance) e tente escolher vôos diretos para não perder milhagem. Conecções contam como trecho! Com tudo certo vc não precisa de agências de viagem para emissão (até porque não encontramos nenhuma que fizesse) e pode ir direto na companhia aérea que escolher para o primeiro vôo. Recomendamos a escolha de uma boa e grande pois a companhia do primeiro vôo ficará responsável por toda a sua passagem ao longo do ano! A nossa deu para 16 vôos intra ou intercontinentais e pagamos 6000 US dólares (com as taxas). Você deve escolher um sentido (horário ou anti-horário) para seguir pois é regra desta passagem e tentem não pegar inverno na maioria dos lugares! Se não o mochilão ficará muito pesado com casacos…

     2) Vistos: Com excessão do americano, nenhum outro dá para tirar com tanta antecedência pois os prazos de validade são curtos (meses), o que não nos atendia! Tiraremos nas fronteiras ou então nos consulados dos países vizinhos que estaremos antes do país a ser visitado. Levar muitas fotos em tamanho de passaporte e 3×4 para os vistos. Lembrar que o passaporte tem que ter pelo menos 6 meses de validade e muitas páginas em branco… Não sabemos ainda como vai ser para tirar o visto do Japão pois eles exigem que seja tirado pela pessoa no seu país de origem e tb a validade é curta! Como vamos depois do meio do ano só, tentaremos ver no Consulado do Japão na China.

3) Cancelamento de contas: uma das piores partes! Imaginem ligar para NET, Claro, TIM, Light, CEG…, tudo no mesmo dia??? Imaginem quantas transferências e quedas de ligação, número de ofertas que recebemos, notas de protocolos… É pague para entrar e reze pra sair! Até dizerem ao telefone que eu não era eu disseram pois meus dados não conferiam! Mais uma vez, não deixem para última hora.

     4) Mudança: nos tomou um tempo enorme!!! Como temos tralhas que nem mesmo sabemos… Desalugamos os apartamentos, vendemos os móveis e o restante ficou guardado! Ficamos homeless uns 10 dias! Guarde mais tempo do que julga para ela!

5) Compra e carregamento de dinheiro:

– Visa Travel Money: cartão de débito internacional aceito mundialmente. É só fazer o cartão e carregá-lo quando preciso transferindo o dinheiro para uma conta do cartão. Máximo 10.000 dólares por cada cartão. Taxas melhores que o cartão de crédito no uso.

– Cartão de crédito: para reservas de hotel pela internet e para um back-up caso vc não possa usar o débito. Lembrar de aumentar o limite no primeiro mês pois a passagem é paga a vista. Avisar o seu banco dos destinos para que nenhuma compra seja bloqueada

– Cash: sempre ter um pouco da moeda do país para transportes, comida e etc. Troca-se nas casas de cambio dos aeroportos na chegada.

6) Farmácia de sobrevivência: a nossa foi cara! Se soubéssemos teríamos pedido patrocínio de alguma! Tenha sempre medicamentos que possam ser de difícil aquisição e um bom kit de primeiros socorros. Estamos levando: antibióticos (Amoxil, Clavulin e Levofloxacina), analgésicos (Novalgina e Tylenol), antiemético (Vonau), Imosec, Floratil, purificadores de água, Diamox e Dexametasona (para o mal da altitude), 12 cartelas de anticoncepcional, corticoide nasal para a rinite do Bife (vários), doxiciclina para profilaxia da malária e fluconazol se ela propiciar candidíase (dizem que acontece), lenços umedecidos, álcool gel, algodão, gaze, micropore, ataduras, corticóide comprimido (mil e uma utilidades), pomadas de corticóide, antibiótico e fungo, band-aid…, Ivermectina para verme e piolho, fora o que eu agora não lembro!

     7) Seguro saúde: mantivemos o nosso do Brasil (única conta que ficaremos pagando durante a viagem) caso apareça alguma doença crônica (Cruz Credo!) e fizemos um seguro viagem. Escolhemos o World Nomads com convênio do Buppa. Faz pela internet e é bem completo!

     8) Internet: fundamental para uma viagem destas é levar um ou mais equipamentos para acesso a internet. Não dependa de computadores locais pois na África por exemplo ainda são muito ultrapassados. Fora que para transações bancárias é sempre bom usar seu próprio computador! Estamos levando um Tablet, um Smartphone e um Ultrabook Samsung. Baixe o Skype, Photoshop, iTunes, aplicativos úteis (ex: Hotels.com, Late Rooms.com, Expedia, Airport HD, Say Hi, Conversação para viagens, guias, mapas, malha dos metros e etc…) , Facebook e etc… Leve um HD externo para armazenamento de fotos e vídeos, pendrives para serem despachados ocasionalmente e ainda armazene em nuvens na internet no caso de perda ou roubo! Faça um e-mail mundial (hotmail, Yahoo…) pois locais (Ex:BOL) podem não abrir!

     9) Procuração: deixe uma procuração com alguém da sua confiança para qualquer coisa que vc possa não ter lembrado de resolver. Indo não tem mais volta!!! Ex: o imposto de renda e o seguro e vistoria do carro de 2014 ficou pra minha mãe…

10) Planilha de custos: FAÇA! Não saia do seu orçamento diário caso contrário sua viagem vai acabar antes do tempo ou você vai acabar lavando pratos…

Com tempo deixaremos este post na parte de DICAS do site! Viram??? Não é tão simples assim organizar uma viagem destas…! E essas dicas não se acha fácil por aí! Um bom local é o Forum do Lonely Planet na internet e blogs de outros viajantes! Portanto aproveitem o que já deciframos!!!

O peso de ser mulher

0
by on Janeiro 1, 2013 at 9:48 pm

Qual é o seu? O meu foi de 3Kg!!! Três quilos de: maquilagem, vestidos, cremes, acessórios, bolsas, esmalte, lenços, echarpes, cangas, tops de corrida…! Enfim, quilos de coisas que homens nem mesmo sabem que existem! Homens não reparam nos detalhes, é verdade, e vivem dizendo que exageramos nas malas e compras mas definitivamente reparam no resultado final e para ele ficar diferente da foto da nossa carteira de identidade, PRECISAMOS de tudo!

Mochilão do Bife= 14,5Kg
Mochilão Mel= 17,5Kg

Considerando que não me acho nem um pouco “Patricinha” tenho pena da original Patrícia que carregaria pelo menos uns 10 mochilões!!! Ponto para os homens!!! Nas costas 3Kg faz muita diferença…

Curiosos???

Abaixo vai então o que cada um colocou na mochila para passar o ano (me dei mal…, vcs verão que roubei um pouco nas contas já que coisas comuns foram para a mochila dele!!!)

BIFE:

Bermudas – 3
Calças – 2
Camisas – 8
Cuecas – 8
Meias – 7
Chinelo – 1
Bota – 1
Tênis – 1
Sunga -1
Boné – 1
Lonely Planet – 3
Farmácia
Elásticos de musculação – 3
Necessaire com 10 itens
Roupas frio para o Kilimanjaro

 

MEL:

Shorts – 4
Calças – 3
Camisas e blusinhas – 20
Vestidos – 4
Calcinhas – 10
Sutiã – 2
Meias – 5
Havaianas – 2
Botas – 1
Tênis – 1
Sandálias rasteiras – 2
Sapatilha dourada – 1
Biquínis – 2
Canga – 1
Echarpes e lenços – 4
Top – 1
Saias – 0 (Snif…!)
Cintos – 1
Roupas frio para o Kilimanjaro
Farmácia
Necessaire com 30 itens
Brincos e cordões, relógio extra
Kit unha
Kit maquilagem
Kit 1001 utilidades (tesoura, linha e agulha, lenços umedecidos, absorventes, prendedor cabelo e etc…)

 

Fora isso, mochilas de mão com equipamentos eletrônicos SAMSUNG (apoio SUBMARINO), livro leitura, MP3 e documentos.

Então meninas, dica boa do Bife: depois do mochilão todo pronto e fechado, retirem tudo de novo e excluam 1 item de cada categoria (1 short, 1 calça…, e por aí vai) Deu certo comigo na África ano passado e perdi uns quilinhos agora tb… Chamo de BACKPACK SPA!!!!

Ih…, casei!!! Werner Coiffeur e o making off

0
by on Dezembro 29, 2012 at 11:30 am

Trancar o vestido de noiva na lavanderia NO DIA do casamento, mobilizar a rua inteira para conseguir o contato de algum funcionário que pudesse abrir a loja, ter que sair correndo pro salão e deixar o noivo para pegar o vestido…, COISAS DA MEL!
Casar com o alarme da calça nova ainda preso nela, ser o o noivo e o cerimonialista ao mesmo tempo para “economizar”…, COISAS DO BIFE!
Jargões criados na festa pelos convidados…
Mas a cura de todo o estresse do dia foi chegar no WERNER do Rio Design Leblon, um salão cheio de charme e no bairro mais nobre do Rio e ser recebida como toda noiva a beira de um ataque de nervos deveria! Profissionais maravilhosos, com uma gerente pra lá de simpática e um atendimento de alto nível de qualidade e conforto! De brinde e pra relaxar…, nada melhor do que AMIGAS no salão e … CHAMPs!!!!
Um agradecimento especial a Adriana pelo presente! Adorei!!!!!!!!
Vejam como cheguei e como saí que entenderão…

20121229-093513.jpg20121229-093556.jpg

20121229-093620.jpg

20121229-093650.jpg

20121229-093735.jpg

20121229-093749.jpg

20121229-093802.jpg

Valeu equipe X-Divers! Curso de mergulho: check…!

0
by on Dezembro 17, 2012 at 12:09 am

Neste fim de semana concluímos nosso curso de mergulho com o batismo em Cabo Frio (na Ilha do Papagaio) e com a orientação exemplar e super competente da equipe “X-DIVERS”. O elogio não vai apenas pelo apoio ao projeto Packyourbags como também pela excelência do curso e seriedade dos instrutores (nos momentos certos) e pela alegria, confiança e paixão que todos, sem excessão, passam para nós, alunos! O clima no barco é de festa mas somente após equipamento montado, checagem do dupla, cálculo do consumo de gás, hidratação adequada e programação do mergulho. Adoramos! Vi minha primeira moréia (AI…) mas só relaxei depois de muito treino de sobe e desce, descompressão/equalização dos seios da face e ouvidos, orientação no fundo do mar e etc… Quando a gente chega nessa fase onde temos tudo sob nosso controle (no quarto mergulho do fim de semana) aí é só relaxar e curtir tudo o que esse novo mundo tem para nos oferecer…, É impressionante a riqueza que nos aguarda lá em baixo. Um mundo calmo, silencioso e relaxante onde descobrimos que até os tubarões tão temidos não são tão vilões assim…

Um agradecimento em especial para o instrutor Rodrigo Figueiredo pela excelente didática, pelas dicas de filmagem, orientação dos melhores locais de mergulho pelo mundo e por ser o primeiro a nos mostrar o novo vício que acabamos de nos tornar adeptos!

Em breve levaremos os bombons que devemos (punição para quem chama de pé de pato as nadadeiras e óculos as máscaras de mergulho…)

Para quem tem interesse em fazer o curso e adquirir a permissão internacional para mergulho, mais informações no site da X-DIVERS (sede em Ipanema): http://www.xdivers.com.br/

Mulheres…, nossos problemas acabaram!!!

0
by on Dezembro 14, 2012 at 6:54 pm

         A foto tem um quê de erotismo mas não é nada do que as mentes imaginativas devem estar pensando!!! Comprei em uma loja de montanhismo na galeria River e achei fantástico! Simples e resolutivo! Isso é nada mais nada menos que um “pipi auxiliador de mulheres (marca concorrente das organizações Tabajara)”. Com ele diminuímos muito o grande problema de equilíbrio que temos ao ir no banheiro público (ainda mais após algumas cervejinhas…). É de borracha, todo dobrável para guardar, ajuste fácil e com uma extensão que faz com que nosso xixi vá para onde realmente deva ir!!!
Brincadeiras a parte, realmente necessário para quem, como eu (Mel), ficará 7 dias num trekking, dormindo em acampamentos a sensações térmicas que podem chegar a -20 graus! Onde banheiros são em moitas e lagos e chuveiros trocados por lenços umedecidos…!

Entre no site www.oi-girl.com.br e saiba mais sobre o produto!!! Recomendo!!!

 

 

Viaje com segurança: VACINE-se!

0
by on Novembro 28, 2012 at 11:47 pm

Imprescindível antes de viajar para qualquer país é saber um pouco mais sobre ele! Paisagens, história, cultura, pontos turísticos…, claro! Mas o que quase ninguém lembra e que pode estragar uma viagem é procurar saber um pouco mais sobre surtos ou epidemias que possam estar ocorrendo, doenças endêmicas da região ou eventos inesperados como climas impróprios, guerras civis e etc…
Alguém já pensou no que faria se fosse mordido por um morcego ou um simples cão de rua? E se de repente, no meio de uma viagem à Índia aparecesse em seu corpo várias bolinhas que coçam??? Muitas vezes não podemos contar com os hospitais dos locais onde estamos viajando e aí entra a pouco conhecida mas fundamental: MEDICINA DO VIAJANTE! Para quem não sabe esta é uma área médica onde se estuda tudo sobre as doenças do mundo e principalmente como previni-las! Aquela sua viagem de família para o Peru pode virar um pesadelo se alguém apresentar o temido mal da altitude…, vcs conhecem??? Sabem como prevenir?
Bom, como boa médica que se preza marquei uma consulta para a gente na FIOCRUZ (IPEC – Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas), ambulatório de medicina de viagem com o Dr. Marcellus Dias da Costa o qual recomendo muito por exercer seu papel de forma brilhante e com paixão pelo que faz! Lá é feito um longo questionário sobre cada paciente e ao final dadas todas as orientações necessárias à manutenção da saúde do viajante desde vacinas (muitas aplicadas lá mesmo) até medidas de combate aos mosquitos (vilões na África pela transmissão da Malária), prevenção de tromboses em aviões, prevenção do mal da altitude e várias outras…
Só para vcs terem uma idéia veja abaixo as vacinas que faremos:

– febre amarela
– febre tifóide
– reforço da Pólio
– Hepatite A: duas doses
– Hepatite B: três doses
– Meningite quádrupla
– Gripe
– Reforço do tétano
– Reforço da tríplice viral
– Cólera e Encefalite Japonesa (ausentes no Brasil)
– Raiva: três doses

Engravidar…, nem pensar! Repelente da marca Expose…, profilaxia com Diamox para o mal da altitude fora a profilaxia da malária… AAAAAHHHH!!!!

Pena que não tem nada contra ruptura de cordas de Bungee Jump!!! Pra quem não sabe o que eu pulei ano passado no Zimbabwe rompeu dois meses depois com uma australiana!!!

Para quem quiser saber mais acesse o link abaixo:

http://www.fiocruz.br/ccs/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=4457&sid=9

20121128-214718.jpg

20121128-214742.jpg

A carrasqueira…, Pedra da Gávea

0
by on Novembro 27, 2012 at 1:07 am

 Continuando o preparo para o Kili, subi a Pedra da Gávea neste sábado (Bife), uma trilha também considerada difícil e que leva de 1h:30 a 2:30h de subida variando de acordo com o preparo físico de cada um. A trilha tem 3200 m e nem preciso falar do visual lá de cima! Foi uma belíssima imagem do Rio de Janeiro para que eu guarde de lembrança neste 1 ano que estarei longe dele. Boa dica para os que não curtem muito academia mas também não querem viver uma vida sedentária. Até o fim do ano iremos mais vezes e para os que quiserem nos acompanhar…, sejam BENVINDOS! Acompanhem na nossa Fun Page do facebook, quem ainda não curtiu, curta a página e fiquem atentos às próximas saídas.

Em breve faremos sorteios de camisas da marca 11doze (veja em www.11doze.com.br) e começaremos a movimentar o site com uma enxurrada de novas dicas e informações. Estamos na reta final…, quase tudo pronto!!!

 

 VEJAM O VÍDEO da temida CARRASQUEIRA da Pedra da Gávea clicando no link abaixo:

 

 

 

 

                                                                                         

Dia branco em um Terraço para o Rio!

0
by on Outubro 26, 2012 at 12:43 am

20121025-224356.jpg

(Mel) – É com muuuita felicidade que anuncio a todos o nosso casamento!!! Seria no Hawai, é verdade! Mas, segundo o sábio José Fernandes, a quem tenho orgulho de chamar de “PAIdrasto”, como passaremos por exemplo pelo Oriente Médio sem nenhum vínculo um com o outro??? Vai que queiram me trocar lá por um camelo ou vai que algum Mohamed me queira para seu Harém…? Pelo menos teremos vínculo de família: marido e mulher! Adiantamos a data…!
Entao…, vamu que vamu: na alegria ou na tristeza, na saúde ou na doença! O fato é: AMO MUITO TUDO ISSO!!! Pela primeira vez na vida não tenho dúvidas que achei o ” homem da minha vida “!!! E olha que achava que isso só existia em filme! Meninas acreditem e não tenham pressa. Esse é o único segredo! Nao se contentem com o mais ou menos, não se enganem com “a maior paixão” e nunca, jamais fiquem com quem não te jogue pro alto nessa vida! Admiração mútua é muito importante!
Agradecemos ao Hotel Ipanema Plaza pelo apoio ao projeto “Packyourbags”. Seu Terraço incrível será a testemunha dessa união junto a família e aos amigos mais íntimos. Infelizmente muitos queridos faltarão mas com o orçamento apertado não tivemos muita escolha…! Prometemos nova comemoração na volta!
Para quem tiver interesse seguem algumas fotos do local, a cara do Rio e perfeito para vários tipos de evento!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tradução


Continentes

  • América Central-Caribe (1)
  • SlideShow (5)

Contato

Entre em contato conosco !

Respeitamos sua privacidade.