Em contrapartida, a simpatia de São Petersburgo! Russia.

0
by on Junho 15, 2013 at 11:55 am

Os melhores do mundo (até agora…)

Castigarmos o Rui com um trem noturno na terceira classe de Moscow a São Petersburgo onde não dava nem para sentar pois fomos os três no “puleiro” de cima! Esse é parceiro mesmo! Mas as outras classes saíam muito do nosso orçamento…! Viajar pela Russia é caro e planejamento com uma certa antecedência é preciso para que você não fique a ver navios! Os trens andam bem lotados no “verão” (entre aspas pois o verão deles é o inverno do Rio). Mas ainda assim chega-se mais inteiro do que viajar de avião ou ônibus pois podemos dormir deitados! Os russos podem não ser lá muito simpáticos mas são bem disciplinados e organizados. Não ouvimos um “pio” no trem na hora de dormir e as cabines eram de 6 pessoas sem porta separando uma da outra…

De terceira classe…!!! No trem noturno Moscow-St Peter.

São Petersburgo é linda e mais receptiva aos turistas com alguns sinais e informações em inglês e com pessoas bem mais amigáveis que Moscow!!! É toda no estilo neoclássico e tem o Hermitage como “a menina dos olhos”! O Hermitage é um dos maiores museus de arte do mundo junto com Louvre e Prado e com uma arquitetura de tirar o chapéu! Era o palácio de inverno dos Tzares e imperadores antigos. Hoje guarda Monets, Matisses, pinturas italianas lindíssimas e até Da Vinci e uma ala é réplica de um dos corredores do vaticano! Vontade da Catarina “A Grande” (mais uma). Nessa época ninguém queria ser pequeno e gastavam o dinheiro do povo… Não foi a toa que os bolcheviques se revoltaram e o comunismo ganhou adeptos… Bom…, melhor ser “o (a) Grande”  do que “Terrível” como Ivan IV (Tzar russo que honrou o apelido!)

Um pedacinho do que é o Hermitage

Fomos os primeiros hóspedes do hostel que ficamos que tinha acabado de inaugurar e por isso já fomos recebidos com presentes: vodka e chocolate! Nada mau!!!!

 

 

 

A cidade é cheia de canais e pontes, palácios, jardins, parques, igrejas (com destaque para a do SANGUE DERRAMADO inspirada na São Basil de Moscow) além de bares e cafés espalhados por sua rua principal! Já chamada de Petrogardo (pelo Peter O Grande, primeiro imperador) e de Leningrado (nem preciso dizer por quem…, né?) sobreviveu a muitas revoluções e guerras e não se rendeu ao exército alemão durante o cerco de Leningrado lutando até o fim. Exército e população unidos ajudando um ao outro! O rigoroso inverno russo também entrou como aliado e Hitler não resistiu aos -25 graus do inverno russo!

 

Igreja do Sangue Derramado: nome apropriado para uma igreja russa, não?

O famoso SOL DA MEIA NOITE!!! Essa foto tiramos “à noite” quase 24h!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficamos três dias e guardamos uma “noite” para ver o que a cidade oferece nos longos dias de verão! Tentamos ver o anoitecer bebendo uma BALTIKA 7 (cerveja russa)! Não conseguimos pois as 2:00 da manhã ainda estava claro o céu! Nosso cérebro fica doidinho com isso…, como se ele precisasse da noite e do escuro para nos fazer sentir sono! Não dá sono nunca…! E por isso ficávamos exaustos no fim do dia!!! Rui até perdeu sua fama de acordar cedo…!

 

Bife e Rui na praça principal de St Peter

 

O lindo e antigo prédio da Singer…, hoje um café!

 

 

 

 

 

 

 

 

Imperdível a enorme doceria que tem na Nevsky (rua principal) com os melhores “MACARONS” que já comi! É linda, chique e dá vontade de beber o café de luvas e chapéu com véu estilo Audrey…! Tem piano e tudo…

 

 

Os canais de São Petersburgo

Fazer um passeio de barco é clássico tanto quanto comprar a famosa MATRIOSHKA…, bonequinha típica dessas bandas que vem com várias filhotinhas menores uma dentro da outra! O pão duro do Rodrigo já queria fazer brotar de um souvenir mais seis…, separando as bonequinhas para dar para pessoas diferentes…!!!

Mel nos jardins de St Petersburg

 

 

 

 

 

 

 

 

Conseguimos comprar o ferry noturno para a Finlândia em cima da hora e decidimos dar umas voltas por lá (13 -14h de São Petersburgo). Isso que é fogo da Europa…, tudo é perto e dá coceira de cruzar mais uma fronteira… Não foi tão barato mas como foi noturno economizamos com hotel dormindo nós três na cabine do navio! E para nossa surpresa o navio tinha tudo: cassino, bares, restaurantes, show e até uma piscina aquecida…!

E no luxo seguimos para HELSINK…!!!!!!!!!!! Vamu que vamu…!!!

Headquarters e a praça dos Tzares ou…, Czares!!!

 

in Europa, Russia

Moscow, o berço comunista e a antipatia dos russos

0
by on Junho 12, 2013 at 11:05 pm

Da capa do Lonely Planet…, “ao vivo e a cores”!!!

Mudança radical e isso que é o bom da nossa viagem: não tem rotina…, não cansa nunca! Cada novo país trás com ele aquela atração e adrenalina pelo desconhecido e pela novidade! O que virá e o que veremos? O que nos encantará ou decepcionará? Até os problemas e perrengues fazem parte do jogo… E a chegada em Moscow foi parecida com a de Berlin: metro gigante…, povo fechado e língua impossível de ler e falar…! Resultado: demoramos um bocado com o mochilão nas costas para achar nosso hostel! E se você para alguém na rua para perguntar algo, cuidado para não tomar uma cuspida ou pisão! Ô povo grosso esse russo…! Homens tem uma cara amarrada de soldado ainda em guerra e as mulheres “mais lindas do mundo” (dizem) perderam de longe seu posto! Todas tem cara de espiãs da KGB e a mulher brasileira dá de mil (puxando sardinha pro meu lado!!!).

Igreja de Sao Basil – Red Sq

 

 

 

 

 

Ai se vc não fosse amigo dele…!!! Stalin.

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas conforme vamos entendendo mais o país e sua história, entende-se bem mais o comportamento de seu povo! Como ser feliz e simpático e sorridente se há não muito tempo TUDO (absolutamente) que era falado podia ser ouvido por um espião da KGB??? E inclusive este poderia ser da sua própria família e denunciar qualquer comentário seu contra o governo? Com uma boba frase anti-Stalin ou anti-comunismo você poderia acabar parando em um dos vários temidos Gulags (campos de concentração russos) e nunca mais voltar!

Na Red Square – ou “praça bonita”!

O comunismo deixou sua marca que talvez fique por anos! Com raízes nos pensamentos de Karl-Marx e propagação por bolcheviques como Lenin e Trotsky, não tinha em teoria idéias tão ruins quanto o que se tornou de fato na prática deturpada de Stalin. Não é à toa que muitos intelectuais brasileiros foram adeptos fervorosos e a cruel (?) ditadura teve bastante trabalho para reprimir! Antes de sua morte precoce, Lenin já vinha bem insatisfeito com o modo de agir de Stalin e já era claro que Trotsky era o preferido para assumir seu posto. Mas este foi passado para trás pelo esperto bigodudo que não só tomou o poder como deixou a marca de suas atrocidades por anos.

 

 

 

 

Quanto não se decidiu neste lugar: O KREMLIN

O poderoso exército vermelho russo (Red Army), vencedor da Segunda Guerra ao lado de EUA e Inglaterra ficou temido após a guerra e para ela não tinha perdão! Era prisão e morte para os insatisfeitos e com ele e a KGB ao lado, o comunismo ficou muuuitos anos no poder até Gorbachev, o fim da Guerra Fria e queda do muro de Berlin em 89!

Lenin e Marx

 

 

 

 

Mas estamos aqui para falar da Moscow de hoje que se desenvolve a cada dia no sistema capitalista e globalizado do mundo atual! Moscow é uma das cidades mais caras do mundo e apesar da chegada do nosso querido amigo Rui não deu para ficarmos em um hotel bacana à altura de sua amizade e parceria que veio de férias para nos visitar (como ele disse foi o único que não só foi no casamento como está participando da lua de mel)! Pagamos caro por um hostel perto da Praça Vermelha bem pé de chinelo e sem café da manhã!

A Praça Vermelha com o Kremilin ao centro é encantadora e a diferente Igreja de São Basil chama de cara nossa atenção! Parece uma casa de bonecas, toda colorida! Bem no meio fica o mausoléu de Lenin que já abrigou Stalin também mas este último foi tirado de lá durante a “desestalinização” do país! Fizemos o Free Walking Tour para aprender um pouco da história que eles hoje contam com tristeza e descobrir que a Praça Vermelha não recebeu seu nome por causa da cor do comunismo (talvez o contrário seja verdade). Vermelho em russo também significa “BONITO”! Então “Praça Bonita”, nomeada na época dos Tzars e da monarquia, é o mais correto!

A Praça Vermelha: hoje um lugar leve e alegre!

Visitamos o Bunker do Stalin, praticamente uma segunda cidade toda no “underground” mais usada depois por Nikita Khrushchov (presidente depois de Stalin) pela possibilidade de um ataque nuclear a qualquer momento durante a crise dos mísseis cubanos na guerra fria! Este chegou a ficar lá entocado por 10 dias!!!

O Bunker: Bife e Rui adoraram!!!

 

 

 

 

Muita vodka é preciso para aguentar o frio que faz por aqui no inverno (chega a – 20 graus) e para animar os dias de verão intermináveis! Nem estamos em julho ainda e só escurece 01:00h da manhã para clarear de novo as 04:00!!! Impressionante!!!! Se fosse no Rio as 23:00 da noite ainda daria para pegar um sol de “fim de tarde na praia”. São as chamadas “noites brancas”!

 

Outras curiosidades:

– aqui foi criado o Strogonoff por uma família rica onde o Mr. (Fulano) Strogonoff teve um baita problema de dente (não conhecia Camila, minha dentista preferida) e pediu para o seu cozinheiro fazer algo que fosse bom e fácil de mastigar… Na época soviética o filé mignon foi trocado por bife de fígado!!!

– NINGUÉM fala inglês…, nem mesmo os recepcionistas do hostel!!! Não vem tanto gringo pra cá e a maioria dos hóspedes são russos que às vezes até moram nos hostels… Fora o “ranso” dos russos com os americanos e ingleses!

– “Spacibo” abre portas! É “obrigado” em russo!!! Aprender uma palavrinhas ajuda a quebrar o gelo das caras amarradas!

– Stalin deve estar se revirando na cova: adivinham qual o local para comer que é bem em frente ao Kremelin e que fica mais lotado de russos? McDonald’s…!!! Também pelos 7 arranha-céus que mandou construir para fazer frente aos americanos (na cabeça dele e no contexto da guerra fria tinha que ter tudo melhor que o adversário)…, um virou o Hilton e o outro o Radisson!!! E por último, o antigo e enorme prédio onde se vendia (sem lucro) os produtos nacionais virou o “G.U.M.”, um mega shopping center com as marcas mais famosas do mundo!!!

Os arranha-ceus de Stalin

– A grande loja de departamentos antiga onde hoje funciona o shopping G.U.M. era uma loucura nos tempos soviéticos!!! Não tinha produtos suficientes para todo mundo na maioria das cidades exceto no G.U.M. e as filas eram intermináveis!!! Quem vinha de longe já se preparava para passar o dia na fila. As mulheres vinham em grupo e na hora cada um ía para a fila de uma loja: uma ía para bolsas…, outra sapatos… E daí cada uma comprava para a todas as outras o produto da fila que estava…!

– uma boa herança comunista foi a rede de metrô! Devem ter gasto os tubos na época para mostrar para a população que o governo era bom para as massas!!! São gigantes e verdadeiras obras de arte!!! Um museu à céu aberto com mármores, colunas, estátuas e mosaicos! Vale até a pena se perder por ele e inclusive tem tour só para conhecer o metrô!!!

O famoso metro de Moscow

 

 

 

 

– O alfabeto é cirílico (como ler em chinês para a gente). Para achar uma estação temos que ficar comparando letrinha por letrinha parados e com o mapa aberto num cantinho do metrô para não sermos carregados pelo mundaréu de gente frenética (imaginem a central na hora do rush com 5X mais gente e a qualquer hora do dia…). Exatamente como Kiev na Ucrânia…

– as antigas cantinas socialistas (locais de comida barata para o povo) viraram restaurantes a quilo e são uma boa e barata opção já que a cidade tem preços elevados! Muitas mantiveram a decoração!!!

– Vodka significa… ÁGUA (em russo)!!!!!

O balé Bolshoi

Ahhh e não dá para perder o balé Bolshoi…! Reserve com 1 mês de antecedencia!!! (ou mais na alta estação)

Muita informação…, né??? Pensando melhor…, cansa sim! Mas é o que chamamos de “cansaço BOM”…!!!

As conecções e o wi-fi ainda são escassos mas tentarei o meu melhor para manter atualizado o blog!!!

A famosa Avtomat Kalashnikova (AK-47) russa

 

 

 

 

No Bunker de Stalin

in Europa, Russia

Tradução


Continentes

  • América Central-Caribe (1)
  • SlideShow (5)

Contato

Entre em contato conosco !

Respeitamos sua privacidade.