O Projeto

EXPLICANDO MELHOR:

O objetivo deste site é descrever com a maior riqueza de detalhes o projeto que traçamos para 2013 em nossas vidas: DAR A VOLTA AO MUNDO. Isso para nós significa nos dedicar, por um ano inteiro e sem pausas, a um projeto pessoal em meio a tantos projetos profissionais já realizados. Temos consciência que a maioria, na idade que estamos, teria como plano “casar e ter filhos” e foi isso que todos (sem exceção) nos responderam ao contarmos a novidade com a pergunta: sabe o que faremos ano que vem? Mas nada seria tão simples vindo de nós dois e achamos que devíamos isso tudo a nós mesmos como enriquecimento cultural e como um grande aprendizado de vida. Teremos alguns outros focos além do entretenimento e um deles será fazer com que todos que nos acompanharem pelo site entrem também nessa “viagem” e se sintam um pouco parte dela.

O mundo é muito grande e precisaríamos de muitas vidas para conhecê-lo por inteiro, então escolhemos os países mais diferentes ou menos turísticos para visitar alimentados pela curiosidade de saber, por exemplo, como seria um almoço na Mongólia ou uma noite na Romênia? Onde dormir no Camboja ou que praia frequentar no Vietnã? Muitos países conhecidos pelos nossos livros de história mais do que pelos nossas revistas de turismo.

Temos certeza que voltaremos amadurecidos e com uma “bagagem” lotada de informações e histórias para contar para compensar nossos ombros que não aguentarão mochilões tão pesados. Estão todos convidados a seguir conosco nesta grande aventura sendo pelo site ou nos visitando pela estrada. Será um enorme prazer recebe-los em nossa nova e gigantesca casa!

A IDEIA:

(Mel) – Os destinos eram muitos para a primeira viagem juntos. África foi o denominador comum. Viajamos em outubro de 2010 por cinco países de caminhão: África do Sul, Namíbia, Botswana, Zimbabwe e Zambia. Ficamos com um gostinho de “quero mais”.

A ideia? Partiu do Rodrigo que já nasceu de mochila nas costas. Na verdade sempre soube que ele faria isso um dia, só não sabia ainda é que eu iria junto e compraria essa ideia de tal forma que não distinguiria mais de que quem teria sido. Mas ainda me lembro bem: VETO! Muito tempo…, custo inacessível…, raízes profissionais profundas e conquistas de anos! Mas no fundo, depois da proposta feita por ele pela primeira vez comendo um sanduíche no Bibi Sucos, esta ideia jamais me saiu da cabeça: DAR A VOLTA AO MUNDO POR UM ANO!

Sonho, desafio e um profundo mergulho no desconhecido: tudo que uma sagitariana de marca maior precisava ouvir. Conhecer várias culturas, conferir de perto as maravilhas do mundo antigo e do mundo moderno, passar pelo Egito que desde criança quis conhecer, correr por diferentes paisagens, fotografar e fotografar mais, pisar no mesmo chão que o Elvis e que o rock nasceram, ver a magia nos céus com a aurora boreal…, escrever um livro! Descobri com isso que mais da metade dos meus sonhos estariam realizados ao final de um ano…, e quem sabe quase completá-los casando no Hawai?

Dois dias depois da proposta do Rodrigo ele veio com planilhas e mais planilhas de Excel mostrando que o custo não seria tão exorbitante assim para não consumistas e disciplinados (o que definitivamente somos). Ok! Economizamos um ano inteiro para zerar o cofre no ano seguinte mas…, e o trabalho? E minha casa? Minha família, amigos…, e se alguém ficar doente ou precisar de mim por aqui? E SE…

(Bife) – Desde pequeno, fui acostumado a viajar bastante. Por ter parte da família de meu pai morando em Portugal fui, várias vezes para lá e consequentemente para outros países perto como Espanha e Itália. A primeira grande mudança da minha vida foi em 2001 quando resolvi ir morar na Austrália. Na época, trabalhava há 5 anos em uma empresa familiar e sentia que este não seria o meu futuro nem minha realização profissional ou pessoal. Decidi melhorar o meu inglês para entrar em uma grande empresa e escolhi a Austrália por ser um país parecido com o Brasil e abrigar um estilo de vida que me agrada muito. Desembarquei por lá em novembro de 2001 para um período de três meses de um curso de inglês com ênfase em business seguido de um estágio, na área de marketing e vendas, em uma filial australiana de uma empresa malaia.

No dia seguinte ao término de meu estágio, embarquei rumo à Indonésia para as ilhas de Bali e Lombok! De lá segui para a Tailândia e sua mistura de caos com ilhas paradisíacas. Este primeiro contato com a cultura asiática me fascinou de uma forma em que a partir deste dia, nunca mais fui o mesmo! Tinha sido “picado” pelo vício de conhecer os diversos “mundos” que existem por aí…

Voltei para o Brasil em 2002, entrei para uma das maiores empresas do Brasil e do mundo e há 10 anos venho trabalhando na área comercial de multinacionais.

A curiosidade despertada em mim após esta primeira viagem pela Ásia só vem aumentando. Nos anos posteriores andei por quase todos os cantos: voltei para a Ásia mais duas vezes, rodei alguns países da África para ver de perto o continente mais esquecido de todos, atravessei a América Central, passei por diversas ilhas no Caribe… Sempre pensando em algo maior como um grande projeto que realmente fosse me realizar e matar a grande vontade que tenho de ver o mundo com meus próprios olhos. Esse projeto teria que ser uma… VIAGEM DE VOLTA AO MUNDO!!!

A DECISÃO:

Não veio de imediato para mim (Mel) quanto para o Rodrigo, a mais enraizada e amante do Rio de Janeiro do casal. Duas coisas, lembro bem, me fizeram decidir.

A primeira foi pesquisando um desses sites de viagens de volta ao mundo que dizia que a pergunta certa que deveríamos nos fazer é simplesmente: POR QUE NÃO? E com isso acabei vendo que nenhum tópico antes questionado era de fato impeditivo.

O TRABALHO. Ponto que achei que seria o mais difícil pois, para nós, médicos, essa realidade é muito distante. Sempre estamos com tantos plantões e tantos empregos demorando anos para conseguirmos ajustar nossos horários com uma vida um pouco mais normal. Mas o que é trabalhar num sábado a noite por mais tempo se por um ano verei tantas noites de sábado tão impressionantes? No mais, no serviço público temos direito a uma licença não remunerada de um ano para “tratar de assuntos pessoais”. Questão resolvida…, ou quase!

OS CHEFES. Sempre fui da teoria que o máximo que poderia ouvir em resposta a uma pergunta seria um não! E diferente do que achava acabei ouvindo vários “SIMs”. VÁ!!! A opinião deles sempre foi de muito valor para mim pois foi de quem tirei o meu molde profissional.

A FAMÍLIA. Depois de dar o contra, como é típico da minha mãe, ela começou a me mandar vários e-mails com fotos de lugares no mundo todo “só para eu dar uma olhada”! Ou seja: projeto APROVADO! Combinei com o Rodrigo que seria o único motivo que me faria voltar caso algum deles precisasse de mim!

O RESTANTE. Bom, amigos de verdade continuarão amigos de verdade em qualquer lugar do mundo, ainda mais hoje em dia com tantos meios de comunicação: a distância nada seria! Como moramos ambos de aluguel foi fácil resolver a casa. Devolver os apartamentos de solteiros antes de viajar e vender todos os móveis, foi a solução mais sensata já que a partir do primeiro dia da viagem também daremos início a uma vida juntos. E na volta, novo apartamento, novos móveis, nova vida!

Como não lembro mais nada para questionar, a segunda coisa que me fez tomar a decisão foi uma frase do Steve Jobs. E essa tomou proporções que nem a pessoa que me mostrou a própria acreditou (lembra Carol?):

“NUNCA DESISTA DOS SEUS SONHOS POIS COM ISSO ESTARÁ ABRINDO MÃO DE UMA PARTE DO SEU FUTURO!”

OS PREPARATIVOS:

Organizar uma viagem como essa não é tão fácil! Pode não parecer mais são muitos os detalhes a serem resolvidos como vistos, vacinas, roteiro, passagem, seguro saúde e por aí vai…Durante nossa fase inicial de preparação, temos utilizado bastante a internet como fonte de busca de dicas e contatos. Entramos em contato com outros viajantes que também deram uma volta ao mundo, marcamos encontros, trocamos emails…..e dentro do possível estamos tentando conciliar nossos trabalhos com as tarefas que já precisam ser resolvidas. Para nos ajudar, montamos um TIMELINE do projeto e estamos tentando segui-lo.

Antes de embarcarmos atualizaremos esse ítem com todas as informações do que fizemos até lá!!!

 

Tradução


Continentes

  • América Central-Caribe (1)
  • SlideShow (5)

Contato

Entre em contato conosco !

Respeitamos sua privacidade.